depois da chegada

o japão é longe, é muito longe da ocidental praia lusitana. depois de muitas horas de voo chega-se a um país distante e indecifrável: não sei ler no japão. os milhares de carateres com que me cruzo não me dizem nada, nem me levam a lugar algum. sou analfabeto. uma direção só é entendida se houver uma seta, mas para onde vai essa seta?

Processed with VSCO with f2 preset

 

Esta entrada foi publicada em Kyoto com as etiquetas . ligação permanente.

2 respostas a depois da chegada

  1. Rick diz:

    cada um gere as incertezas de uma forma muito pessoal, mas arriscaria dizer que com ou sem direção defenida é uma grande oportunidade entregarmo-nos ao desconhecido, num país como o Japão…

    Gostar

  2. AIM Pet Groomer diz:

    São situações como essa que me fazem reflectir na necessidade que o ser humano em de criar formas tão distintas de comunicar uma mesma coisa…quando tudo em qualquer ponto do mundo poderia ser entendido da mesma forma, e neste ponto se torna possível concluir a disparidade das realidades!
    É realmente interessante o quão vvulneráveis nos tornamos quando não conseguimos comunicar…
    De qualquer forma, o Japão seria sem dúvida o lugar ideal para nos perdermos e deixarmos levar a aprender tudo de novo, desta vez numa perspectiva do outro lado da esfera.

    Gostar

Deixe uma Resposta para AIM Pet Groomer Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s